Controle de Qualidade: O que é e para o que serve?

O mercado, atualmente, para os mais variados tipos de empresa, encontra-se tão competitivo que é preciso que as marcas encontrem maneiras eficientes de se manterem sempre no foco de seus clientes.

 Isso quer dizer que é preciso que elas estejam sempre atentas, não só ao que acontece em seu ambiente externo, mas também a tudo o que ocorre da porta para dentro, ou seja, em todos os seus processos, para que, dessa forma, seja possível aprimorá-los constantemente e não perder posição de mercado.

 Neste contexto, uma excelente ferramenta, que contribui consideravelmente para que empresas e indústrias mantenham um alto padrão, no que diz respeito a seus produtos e serviços, é o controle de qualidade.

 Trata-se de um grande diferencial competitivo, que é capaz de levar as organizações, que dele se utilizam, a patamares cada vez mais elevados em seus segmentos de atuação.

 Neste conteúdo você vai entender melhor como o controle de qualidade funciona e de que maneira ele pode ajudar a sua empresa a obter resultados cada vez mais expressivos.

O que é controle de qualidade?

Quando falamos em controle de qualidade, estamos falando, basicamente, de um sistema que diversos tipos de empresas têm adotado, cada vez mais, e que tem como objetivo mensurar a qualidade dos produtos e serviços que elas mesmas oferecem, no mercado em que atuam.

 Esta avaliação visa verificar se estes produtos e serviços seguem determinadas especificações técnicas de qualidade, tornando assim, o processo produtivo dentro das empresas, ainda mais unificado, já que confere a esse um padrão e requisitos elevados a serem seguidos.

 No que diz respeito à sua implementação, ela ocorre através de indicadores estatísticos, bem como do ato de acompanhar, continuamente, o processo produtivo de perto e os equipamentos utilizados na produção.

 Geralmente, observa-se que o controle de qualidade é implementado com mais frequência nas indústrias. Mas isso não quer dizer que suas ferramentas não possam servir de grande contribuição, também, para os mais variados setores, como é o caso do setor de serviços.

 Nesse caso, o foco fica mais direcionado para os aspectos relacionados à entrega final do serviço e não tanto em suas etapas de elaboração e construção.

 É importante mencionar que, a partir do momento que ocorre algum tipo de variação na qualidade do produto, ou seja, quando se observa que o mesmo se encontra fora dos padrões determinados, automaticamente torna-se necessário identificar a origem do problema.

 O que podemos dizer é que estes problemas, em sua maioria, são causados por:

      variações na matéria-prima;

      erro humano;

      falhas no maquinário e nos equipamentos;

      uso incorreto dos métodos e procedimentos produtivos;

      falha no processo de inspeção.

 

Nesse sentido, podemos concluir que a produção de produtos de qualidade precisa contar com a verificação e controle de cada um desses itens.

 A empresa que busca implementar o controle de qualidade em seus processos está altamente comprometida em entregar sempre o melhor aos seus consumidores. Fazendo isso, ela garante que os seus produtos sejam produzidos com o mínimo de defeitos possíveis e cheguem ao mercado nas condições ideais de uso que se espera de cada um deles.

Para que serve o controle de qualidade?

O controle de qualidade é uma ferramenta altamente eficaz, voltada para as empresas que desejam padronizar e melhorar seus processos, garantindo, com isso, que produtos e serviços cheguem até seus clientes com o mais alto padrão de qualidade possível.

 Trata-se de algo, tão assertivo e eficiente, que possibilita às empresas manterem-se um passo à frente. Ou seja, ela oferece a oportunidade de agir de forma antecipada, desviando de um processo que possa causar problemas no futuro, realizando as correções necessárias para evitar que erros de fato aconteçam durante a produção.

 Tudo isso porque um produto que realmente tenha excelência em sua qualidade, precisa funcionar com perfeição, totalmente livre de defeitos, seguro para o uso ou consumo, de forma a satisfazer plenamente às necessidades dos clientes.

 Além desses fatores, a empresa, que opta pela implementação do controle de qualidade em seus processos, tem inúmeros benefícios, como:

 

      reforço da cultura de qualidade entre todos;

      diminuição considerável do desperdício, uma vez que os recursos são utilizados de forma mais assertiva;

      possibilidade de reduzir significativamente os custos;

      aprimoramento dos métodos de produção;

      padronização de produtos e serviços;

      consequente aumento das vendas e faturamento da empresa.

Conclusão

É importante ter em mente, enquanto gestor de uma empresa, que existe uma grande necessidade de oferecer aos clientes um padrão elevado de qualidade, tanto de produtos, quanto de serviços.

 Caso contrário, com a concorrência cada vez mais acirrada no mercado, pode ser que os clientes acabem migrando e escolhendo outras marcas para consumirem.

 Diante disso, ao invés de enxergar essa poderosa ferramenta como um custo, enxergue-a como um grande investimento, já que ela será uma ótima aliada para que a sua empresa fidelize seus clientes e aumente a sua receita.

Deixe um comentário