Qual é a função de um Manômetro

Quando o assunto são processos industriais, a pressão é um elemento que costuma se fazer bastante presente. Porém, existem riscos relacionados a ela e que demandam uma certa atenção.

Acontece que se o nível de pressão, dentro do sistema, for muito elevado, sendo superior ao tolerado, ele pode provocar acidentes. Acidentes que, inclusive, podem ser bastante graves, colocando em risco o patrimônio de uma empresa e a vida de pessoas, é claro.

Uma boa maneira de exemplificar isso de uma forma ainda mais clara é usando um exemplo que está inserido no cotidiano de grande parte das pessoas.

Afinal, quem aqui já não tem pelo menos um pézinho atrás quando se tratava de uma panela de pressão em pleno funcionamento.

E se nesse caso o objeto em questão já possui o potencial de causar algum tipo de acidente grave para quem está por perto, imagina uma grande caldeira ou equipamento industrial de porte elevado?

É por esses e outros motivos que o nível de pressão precisa ser controlado dentro do sistema. Algo similar como ocorre com a válvula de segurança da panela de pressão.

Só que pra ter certeza que essa pressão está em um nível adequado, é preciso medi-la. E um dos instrumentos responsáveis por essa medição é o manômetro.

Suas aplicações são diversas e isso contribuiu e muito para que ele seja amplamente utilizado dentro da indústria.

Quer conhecer mais sobre o manômetro? Acompanhe-me nesta leitura e entenda mais sobre a sua função.

O que é um Manômetro e qual é a sua função

O manômetro é um instrumento responsável por medir a pressão de um fluido dentro do sistema.

Esse fluido pode se manifestar tanto na forma líquida quanto na forma gasosa, sendo que ele tem a capacidade de cumprir esse papel durante a funcionalidade do sistema. Ou seja, a pressão é medida conforme o trabalho é realizado.

Além disso, esse instrumento ainda é capaz de medir a velocidade com que o fluido se desloca pelo sistema.

Olhando para a sua constituição, somos apresentados a diversos tipos de manômetros. Mas, o mais simples deles e, também, o precursor desse instrumento é o manômetro de mercúrio.

Neste modelo de manômetro, o metal líquido é colocado em um recipiente que possui o formato de um U. Sendo que, em uma de suas extremidades haverá o contato com o fluido que vai ter a sua pressão alterada. Já a outra extremidade ficará em contato com a pressão atmosférica.

Vai ser a diferença de pressão entre as extremidades que vai gerar uma diferença na altura da coluna de mercúrio. É essa diferença na altura que permite a medição do nível de pressão, através da lei de Stevin.

Nos dias de hoje, esse tipo de manômetro já perdeu bastante espaço para os manômetros digitais.

Quais são as aplicações do Manômetro

Existe uma infinidade de locais onde o manômetro está presente. E isso se deve pelo fato de que o controle da pressão é muito importante dentro de muitos contextos diferentes.

Esqueça a indústria por um momento e tente pensar em algum exemplo onde o controle da pressão é fundamental dentro do nosso cotidiano. Conseguiu pensar em algo? A gente te ajuda, tem a ver com a saúde pública.

Estamos falando da pressão arterial que é frequentemente medida pelo mundo todo. Aliás, é bem provável que esse procedimento médico seja um dos mais aplicados quando o assunto é medicina.

Compressores, equipamentos a vácuo e aparelhos pneumáticos também costumam usufruir da funcionalidade do manômetro.

Agora, quando o assunto é indústria, a funcionalidade deste instrumento tende a ser mais complexa.

E não é pra menos, aqui estamos falando de equipamentos robustos como caldeiras, compressores de refrigeração e outras aplicações que utilizam de elementos tóxicos e corrosivos. O que faz com que o controle da pressão seja imprescindível.

É claro que nos outros casos ele também é importante, mas aqui estamos lidando com um risco potencialmente maior. Isso sem contar que a própria aplicação exige equipamentos mais robustos e que mesmo em condições adversas sejam capazes de cumprir com o seu papel.

Não é à toa que o seu uso está associado a outros equipamentos como o transmissor de pressão, por exemplo.

E, aqui na Nepin, você pode encontrar transmissores de pressão de extrema qualidade, que vão te auxiliar na nora de medir a pressão das suas atividades. Confira alguns dos nossos produtos:

 

Medi a pressão, e agora?

É claro que a medição é apenas uma etapa para prevenir acidentes e outros problemas relacionados ao nível de pressão.

Ela é fundamental para que sejam aplicadas outras medidas responsáveis por reduzir essa pressão, se necessário. Um exemplo disso são as válvulas redutoras de pressão, que, assim que acionadas, reduzem o nível de pressão do sistema.

Ter ciência desse e outros dispositivos é muito importante para manter as atividades da sua empresa em pleno funcionamento.

Deixe um comentário