Transformador de ignição para queimadores: aplicações e benefícios

O uso da energia térmica é algo necessário para diversas etapas de produção dos mais variados produtos presentes no mercado.

Além disso, a energia térmica utilizada de maneira correta e  responsável, depende não só da variável temperatura, mas também do tempo de duração da operação.

Para isso, o uso da energia térmica acompanha métodos estratégicos para a aplicação de valores gradativos de temperatura em função do tempo, a fim de otimizar o processo e aumentar a eficiência do mesmo.

Visto a importância do controle de temperatura em processos industriais, este texto tem como foco, a energia térmica utilizada para o aquecimento e, em especial, de processos que utilizam queimadores de combustível.

Neste contexto, o assunto de hoje é o transformador de ignição para queimadores, dispositivo este que está diretamente relacionado aos parâmetros acima mencionados: eficiência e controle de temperatura em processos.

Portanto, se você nunca ouviu falar sobre esse dispositivo, este texto não só lhe informa sobre o que ele é, como também apresenta o por que ele deve ser utilizado, levantando os seus benefícios e aplicações.

O que é energia térmica

A energia térmica está intimamente relacionada à temperatura do material, como é notável.

Para ser mais específico, essa energia está associada à movimentação de partículas e, quanto mais rápida essas partículas se move, maior a quantidade de energia térmica que o material possui.

Assim, nota-se que a energia térmica está relacionada à temperatura, seja para resfriamento ou aquecimento.

Os transformadores de ignição, assunto do texto de hoje, é um dispositivo utilizado para o aquecimento de um material ou de um meio.

Que tal aprofundarmos um pouco mais no conteúdo para conhecê-lo?

O que é um transformador de ignição

O assunto de hoje é o transformador de ignição, dispositivo este que está presente em diversos processos industriais. A sua aplicação? Bem, são muitas. Tão variadas que vamos lhe trazer um tópico para falarmos apenas da sua aplicação.

Mas, primeiramente, vamos conhecer o que é o transformador de ignição.

O transformador de ignição é um dispositivo que converte (ou transforma, assim como o seu nome auto explica) a baixa tensão de uma fonte de energia elétrica em uma alta tensão.

A baixa tensão pode ser, por exemplo, as que comumente temos contato: 110 Volts e 220 Volts. Já a tensão transformada atinge valores variados que podem chegar a 10.000V, 20.000V e até mais.

Assim, a tensão final é utilizada para produzir uma faísca no eletrodo de ignição.

Principais componentes internos

Se você ficou até aqui para descobrir o que é o transformador de ignição, nada mais justo do que trazermos informações que podem ser um complemento para o seu aprendizado.

Assim, apresentamos, logo abaixo, os principais componentes internos desse dispositivo.

  • Enrolamento primário: recebe a tensão de entrada e é constituído por fios de cobre enrolados em torno do núcleo de ferro;
  • Enrolamento secundário: gera a alta tensão para criar a faísca de ignição. Além disso, é constituído por espiras de fio de cobre;
  • Núcleo de ferro laminado: aumenta a eficiência da transformação de energia, além de direcionar e concentrar o fluxo magnético entre os enrolamentos primário e secundário;
  • Terminal de conexão: ponto de conexão entre cabos de alta tensão e eletrodo.

Como o transformador de ignição funciona

A partir dos elementos que compõem o transformador de ignição, apresentados acima, apresentamos agora, de modo sucinto e simples, o funcionamento desse dispositivo.

  • Energia de entrada: o dispositivo é alimentado com energia elétrica de baixa tensão, a qual é aplicada ao enrolamento primário;
  • Conversão de tensão: ao passar da corrente pelo enrolamento primário, é criado um campo magnético, no núcleo de ferro, que oscila. O campo magnético, por sua vez, induz uma tensão no enrolamento secundário, que aumenta o seu nível até que alcance o valor necessário para a ignição;
  • Energia de saída: a alta tensão gerada no enrolamento secundário é transmitida para o eletrodo de ignição (elemento externo ao transformador e que faz parte do sistema de de ignição do equipamento de combustão);
  • Criação de faísca: a alta tensão cria uma faísca entre os eletrodos de ignição, iniciando a combustão do combustível na câmara de combustão.

Quais as aplicações do transformador de ignição

Seguimos, agora, com um dos assuntos principais deste texto: quais as aplicações dos transformadores de ignição.

Por isso, preste atenção nas dicas que lhe daremos, pois a sua tão procurada solução industrial, pode estar nos itens abaixo:

  • Sistemas de aquecimento doméstico: vários edifícios e residências contam com caldeiras para aquecer piscinas, água para consumo, entre outros. O transformador de ignição, então, gera a faísca necessária para inflamar o fluido (gás ou óleo) combustível que aquece esses sistemas;
  • Equipamentos de cozinha industrial: o transformador de ignição é utilizado também para garantir o funcionamento eficiente de fornos industriais;
  • Queimadores de processo: fornos industriais são comumente utilizados para garantir a secagem de peças através da transferência de calor por convecção, além de serem úteis para realizar a cura, como de resinas. Neste contexto, o transformador de ignição é utilizado para manter a temperatura estável e ajustada em grandes fornos;
  • Geração de energia: grandes sistemas de geração de energia, como os que utilizam vapor superaquecido para rotacionar turbinas, utilizam um transformador de ignição na região da câmara de combustão. A alta temperatura consequente da queima controlada de combustíveis, em conjunto com o isolamento térmico local para remover perdas de energia térmica, a distribuição de “tubulinhos” para aumentar a superfície de contato, entre outros, proporcionam energia suficiente para gerar megaWatts de potência de eixo em turbinas. E, é claro, transformadores de ignição sempre se fazem presentes neste contexto.

Quais os benefícios do transformador de ignição

Até então, vimos que os transformadores de ignição são aplicados a diversas situações. Mas, o porquê deles serem a melhor opção em diversos projetos, só saberemos após conhecermos os seus benefícios.

Assim, damos início ao último tópico deste texto: quais os benefícios do transformador de ignição.

Vamos lá?

  • Confiabilidade

O transformador de ignição fornece alta tensão constante, o que gera uma faísca também consistente. Assim, tem-se uma combustão confiável e que reduz o risco de falhas que podem levar a situações perigosas;

  • Eficiência

A eficiência se dá, principalmente, por parte da conversão de baixa tensão em alta tensão, de modo que a energia de alimentação no enrolamento primário seja utilizada, de forma eficaz, para converter a alta tensão no enrolamento secundário. Assim, tem-se uma redução de desperdícios no sistema global de combustão;

  1. Diversidade (combustível)

O transformador de ignição pode ser utilizado para a queima de quaisquer combustíveis, com o óleo combustível (diesel), propano, gás natural, entre outros.

Por este motivo, o dispositivo é utilizado em caldeiras, queimadores industriais, grelhas, fornos, entre outros;

  • Facilidade na manutenção

Os queimadores possuem padrões quanto aos componentes, funcionamento, entre outros. Isso possibilita uma troca de peças mais facilitada e, portanto, também uma manutenção descomplicada;

  • Durabilidade

Os queimadores, em geral, são robustos e, por isso, duram longos períodos de tempo, mesmo em condições operacionais exigentes;

  • Segurança

Sistemas de queimadores possuem apetrechos de segurança contra falha, como válvula de segurança, sensor de chama, protetores contra sobrecargas, dispositivos de alarme e intertravamento, além de serem incluídos em sistemas de controle (SCADA, CLP, entre outros). Além disso, a ignição rápida evita o acúmulo de combustíveis que não foram queimados na câmara de combustão.

Portanto, ao cruzarmos as informações dos benefícios e das possíveis aplicações de transformadores de ignição e, consequentemente, de queimadores, compreende-se o porquê de sua viabilidade.

E você, conseguiu perceber que a sua solução industrial está na obtenção de um transformador de ignição?

Se sim, não esqueça de conferir os nossos modelos desse dispositivo.

Temos transformadores mais compactos, de médio a grande porte, para óleo ou gás, entre outras necessidades.

Clique na palavra “Transformadores de ignição” abaixo e seja direcionado para os nossos produtos ou, simplesmente, acesse o nosso portfólio de produtos do site!

Deixe um comentário

Transformadores de ignição

A unidade de ignição eletrônica série EBI4 é utilizada para ignição intermitente em queimadores de óleo ou gás de pequenos e médios porte. Construído com baixo peso e dimensões reduzidas, devido à elevada freqüência de operação, o que torna a série EBI4 muito adequada para utilização em modernos queimadores compactos. Conexões com um plug no lado primário e buchas no lado secundário tornando a instalação e manutenção simples e rápida. A série EBI4 é uma nova geração de unidades de ignição eletrônica ecológica para queimadores de óleo ou gás de pequeno e médio porte, são ideais para aplicações em queimadores industriais. A nova linha de transformadores está estabelecendo novos padrões dentro das unidades de ignição. Para maiores detalhes, entre em contato com a nossa equipe técnica especializada.