O que é e qual a função do termostato

É muito provável que você já tenha ouvido falar em termostato, não é mesmo.

Caso ainda não tenha ouvido falar, saiba que esse componente está muito presente no nosso cotidiano.

Sendo empregado, por exemplo, em aquários e aparelhos de ar condicionado. Isso sem mencionar a sua aplicação no mundo automotivo.

Porém, você sabe exatamente para o que ele de fato serve?

Como o próprio nome já sugere, a sua finalidade está ligada à temperatura. De modo que a função primordial de um termostato é controlar a temperatura de um determinado processo.

Sendo utilizados em sistemas de refrigeração e aquecimento. Gerando o controle de temperatura de ambos os casos.

Existe muito mais a se falar sobre a função do termostato. Portanto, acompanhe-me nesta leitura e conheça mais sobre esse importante componente de automação.

O que é um Termostato e qual a sua função

O termostato é um dispositivo cuja principal finalidade é medir e regular as variações de temperatura de um certo processo.

Ele cumpre esse papel para que a temperatura permaneça dentro dos limites programados e determinados para cada tipo de processo.

E não precisamos ir muito longe para imaginar que tipo de equipamento pode usufruir do que o termostato tem para oferecer. Além dos que já citamos no início desse texto, podemos dar ainda outros exemplos como:

  • Geladeiras;
  • Estufas;
  • Ferros Elétricos;
  • Berços Aquecidos e muito mais.

As aplicações do termostato são inúmeras e compõem um grande conjunto de equipamentos que temos contato direto no dia-a-dia.

Portanto, estamos falando de um componente muito importante. Ainda mais quando levamos em conta a sua evidente utilidade, nos casos citados e muito mais.

Vamos trazer isso para uma realidade mais concreta e fácil de entender. Imagine uma geladeira, por exemplo.

Para manter os os alimentos refrigerados ela precisa manter a sua temperatura em uma certa faixa, não é mesmo?

Ela não pode exceder essa faixa de temperatura nem para baixo e nem para cima. Resfriando de mais ou de menos.

É nesse contexto que se faz necessário o uso do termostato, responsável por regular essa temperatura a fim de mantê-la dentro dos limites pré estabelecidos.

Como funciona o Termostato

Para exercer essa função, o termostato é composto por duas partes básicas, sendo elas o sensor e o regulador.

Caberá ao sensor detectar as oscilações de temperatura que podem ocorrer para mais ou para menos.

Ao perceber que essa temperatura está fora dos padrões, o sensor envia um sinal para a outra parte do termostato, o regulador.

Partindo desse sinal, o regulador tomará medidas a fim de trazer essa temperatura para dentro dos conformes.

Vamos voltar no exemplo da geladeira. Uma maneira muito comum de alterarmos a sua temperatura interna é manter a sua porta aberta.

Nesse caso é evidente que o calor, do ambiente externo, irá influenciar na temperatura de dentro da geladeira.

O sensor, ao perceber que a temperatura se eleva em um patamar acima do desejado, envia um sinal para a unidade reguladora, acionando com isso o compressor.

Esse compressor fará o que estiver ao seu alcance para manter a temperatura da geladeira nos níveis desejados, nesse caso, irá tentar resfriar ainda mais o ambiente interno para manter a temperatura equilibrada.

aparelho-mão
As aplicações do termostato são inúmeras e compõem um grande conjunto de equipamentos que temos contato direto no dia-a-dia.

Quais são os tipos de Termostato

É possível encontrar diferentes tipos de termostatos. O que vai definir qual tipo será incorporado no equipamento será a aplicação do mesmo.

Isso levará em conta os limites de temperatura de trabalho e as condições de uso do componente dentro do sistema de aquecimento ou resfriamento.

Desse modo, os principais tipos de termostato são:

Termostato Bimetálico

Nesse caso, haverão duas chapas metálicas, de diferentes materiais. Que são fundidas, normalmente, com aço, ferro ou cobre.

Por se tratarem de chapas de diferentes materiais, o coeficiente de dilatação de cada uma delas também é diferente. O resultado disso é que, quando as temperaturas estão dentro dos padrões, as placas permanecem como estão, liberando o fluxo de corrente elétrica no circuito.

Entretanto, quando as temperaturas excedem, o material começa a dilatar, resultando na curvatura das placas e, consequentemente, no impedimento da passagem de corrente até que as temperaturas voltem à normalidade.

Termostato Digital

Os termostatos digitais contam com sensores eletrônicos. Exemplos disso são os termistores e os termopares.

No caso dos termistores, haverá uma variação da resistência elétrica, a depender da temperatura do sistema. Desse modo, o termistor poderá determinar a temperatura do ambiente.

Já os termopares são formados a partir de dois filamentos metálicos de diferentes materiais. 

Nesse caso, a medição da temperatura é possível a partir da mudança do potencial elétrico, registrado nas duas pontas dos filamentos.

Soluções da Danfoss em Termostatos

Nesse ponto, já ficou mais do que evidente a amplitude de aplicações que os termostatos possuem no dia a dia de empresas e pessoas.

Não só isso, mas também se faz necessário investir em componentes de qualidade, capazes de cumprir o seu papel com grande eficiência.

E, pensando em cada um desses detalhes que a Danfoss desenvolveu uma série de termostatos eletrônicos a fim de melhor atendê-lo.

É possível encontrar essas soluções conosco, aqui da Nepin. Acesse o nosso portfólio de produtos e confira as nossas opções em termostatos.

 

Deixe um comentário