07 dicas para manter a integridade das suas ferramentas pneumáticas

Os ativos industriais referem-se aos bens físicos e recursos utilizados na produção ou na prestação de serviços dentro do setor industrial.

Em outras palavras, esses ativos são artifícios fundamentais para a execução de um serviço ou confecção de um produto e, por isso, torna-se necessário manter os seus respectivos bons funcionamentos.

Neste contexto, entre todos os possíveis ativos industriais existentes, os quais podem distinguir-se de indústria para indústria, destacamos as ferramentas pneumáticas, as quais são instrumentos extremamente comuns a diversos segmentos industriais.

Assim, visto o seu uso comum e também a sua grande importância e as suas possíveis funções na indústria, este texto compete em lhe apresentar 07 dicas para manter a integridade física das suas ferramentas pneumáticas.

Portanto, acompanhe este texto até o final e fique por dentro dos cuidados direcionados às suas ferramentas pneumáticas, seja lá quais forem.

Ferramentas pneumáticas na indústria

As ferramentas pneumáticas se fazem presentes em todas as indústrias, possivelmente, devido a sua flexibilidade funcional e ao seu baixo custo.

Em primeiro lugar, essas ferramentas são funcionalmente flexíveis o suficiente para executarem serviços de crimpagem, movimentação (sucção e deslocamento), apertos (torques e acionamento de garras), embalamento de produtos, entre outros.

Já em relação ao custo, deve-se ao fato do fluido de trabalho do sistema pneumático ser o ar, diferente do sistema hidráulico que utiliza óleo.

Desse modo, as ferramentas pneumáticas exercem, e muito bem, serviços industriais de responsabilidade e que estejam dentro dos seus limites de força.

07 dicas para manter a integridade física das suas ferramentas pneumáticas

A indústria conta com programações que visam manter o bom funcionamento dos seus equipamentos, dispositivos e ferramentas industriais.

Contudo, essas ações de prevenção à falha nem sempre dizem respeito somente às manutenções preventivas e preditivas.

Melhor dizendo, as boas práticas e cuidados direcionados ao uso de ativos industriais, também se fazem importantes para evitar manutenções corretivas, as quais podem ser motivo de parada de linha produtiva.

Desse modo, abaixo estão presentes as dicas que compreendem não só as boas práticas de uso das ferramentas pneumáticas, como também ações importantes para serem incluídas na manutenção preventiva dessas ferramentas.

  • Utilize mangueiras corretas

As mangueiras a serem utilizadas para o abastecimento de ar na ferramenta pneumática, deve estar adequada para tal.

Em outras palavras, a dimensão e o tipo da mangueira deve ser igual à rosca de entrada de ar da ferramenta.

Além disso, o uso de mangueiras impróprias (impróprias para ar comprimido) podem ocasionar rupturas na mesma, podendo ocasionar parada de linha, perda de desempenho e ferimentos ao operador.

  • Temperatura da ferramenta

As ferramentas pneumáticas, apesar de operarem durante horas, não tem a sua temperatura significativamente elevada devido ao trabalho.

Isso se deve ao fato de que o ar presente na linha pneumática é característico de baixa umidade, o que impõe uma dificuldade na elevação da temperatura.

Assim, um aumento da temperatura da ferramenta pode ser um indicador de que há umidade chegando à mesma, o que não é uma boa coisa.

Portanto, verifique a temperatura da ferramenta, sobretudo nas partes que não são isolantes e na junta, para verificar se há presença de umidade na sua linha pneumática.

  • Umidade na rede de ar

A umidade na rede de ar é algo perigoso, pois implica na corrosão das partes internas da ferramenta e, então, provoca o travamento da mesma e a redução do desempenho, devido às fugas de ar.

Por isso, a sangria do líquido presente no compressor deve ser feita com frequência (determinada pela engenharia de manutenção, em função da frequência de uso do equipamento) e os filtros também devem estar em boas condições.

  • Utilize o FRL

O FRL (Filtro Regulador e Lubrificador) é um dispositivo que visa eliminar impurezas e umidade da linha pneumática.

O filtro é responsável pelas impurezas e umidade da linha pneumática, enquanto o regulador serve para ajustar o fluxo de fluido e, por último, o lubrificador exerce a função de gotejo de óleo que lubrifica a ferramenta e dos demais componentes do sistema.

  • Lubrificação

A lubrificação das ferramentas pneumáticas garante a movimentação fluida entre os componentes dessa ferramenta.

O óleo lubrificante correto, neste caso, impede que haja a corrosão de anéis de vedação (o’rings) e juntas, visto a compatibilidade do óleo com esses elementos de vedação.

Além disso, o óleo correto contém aditivos anticorrosivos e outros que tornam o seu uso aplicável para as ferramentas pneumáticas.

O óleo SAE 10 é uma boa escolha para tal serviço. No entanto, utilize-o somente com a validação do fornecedor.

  • Pressão de trabalho

A pressão de trabalho de ferramentas pneumáticas não pode sobrepor a ideal para o seu processo. Caso contrário, a pressão excessiva pode danificar os componentes internos da ferramenta.

A pressão de trabalho do fluxo de ar em ferramentas pneumáticas costuma variar de 5,5 a 7 bar, para que o equipamento funcione corretamente em sua potência nominal.

Portanto, utilize válvulas limitadoras de pressão para evitar problemas em sua ferramenta pneumática e certifique-se de que a pressão de uso esteja de acordo com a proporcionada pelo fabricante.

  • Manutenção preventiva

Não podemos deixar de mencionar, novamente, a importância da manutenção preventiva estar em dia, bem como as boas práticas de uso.

Para isso, estruture um passo a passo para que os manutentores ou operadores sigam, pedindo a sugestão dos mesmos, para que a cada nova jornada de trabalho e a cada manutenção preventiva, sejam conferidos todos os elementos e detalhes críticos para a operação da ferramenta.

Gostou dessas dicas? Pois bem, tão importante quanto segui-las, é treinar os profissionais para executá-las e inseri-las no processo, de modo que sugiram melhorias que aperfeiçoem a operação.

Além disso, se você se interessa por dispositivos industriais, cheque o nosso portfólio de produtos e adquira os melhores do mercado. Confira algumas amostras abaixo.

Deixe um comentário