8 Maneiras de Previnir o Vazamento de Amônia em Frigoríficos

Cinco funcionárias de uma drogaria precisaram de atendimento médico após escapamento de amônia durante manutenção de uma máquina na fábrica de gelo no início deste ano, em janeiro de 2024..

Já no dia 24 de Janeiro de 2023, um frigorífico localizado na cidade de Jundiaí (SP) registrou um vazamento de amônia. Ao todo, 18 funcionários tiveram contato com essa substância e tiveram sintomas como tontura, dificuldade para respirar e picos de ansiedade.

Porém, esses dois incidentes estão longe de ser a exceção.  

No dia 15 de janeiro de 2023, por exemplo, outro evento como este aconteceu no mesmo local e mobilizou uma equipe de bombeiros que precisou agir rápido, delimitando a área de segurança e encaminhando para o hospital os colaboradores que inalaram o gás.

E não foi diferente no ano de 2022, em que outros casos de vazamento repercutiram na mídia, gerando uma certa preocupação, principalmente para aqueles que trabalham em locais onde a amônia auxilia nos processos de refrigeração.

O fato é que a amônia é uma substância que possui altos níveis de toxicidade. E que, apesar de muito já ter sido feito com o objetivo de reduzir acidentes desse tipo, muitos deles continuam ocorrendo, todos os anos.

Os exemplos que trouxemos acima foram uma pequena amostra disso e não representam, nem de perto, a totalidade dos acidentes que aconteceram durante esses 3 anos.

Mas, até que ponto as empresas e, sobretudo, as pessoas, estão seguras? O que precisa ser feito para reduzir e, até mesmo, inibir esse tipo de acidente? É sobre isso que vamos nos aprofundar neste artigo.

Nele, vamos falar um pouco mais sobre a amônia e, além disso, trazer 8 maneiras práticas de prevenir o vazamento de amônia em frigoríficos. Nos acompanhe nesta leitura.

O riscos do contato de Amônia com o Ser Humano

Logo no início, destacamos que os colaboradores de Jundiaí tiveram alguns sintomas como tontura, problemas respiratórios e ansiedade, não é mesmo?

Entretanto, esses não são os únicos sintomas provocados pela inalação da NH3. 

A depender do nível de exposição, à amônia ainda pode causar:

  • Irritação nos olhos: a amônia é altamente irritante para os olhos e pode causar vermelhidão, lacrimejamento e sensação de queimação.
  • Problemas gastrointestinais: a exposição à amônia pode levar a náusea, vômito e dor abdominal.
  • Problemas na pele: a exposição prolongada à amônia pode causar irritação, coceira e descamação da pele.
  • Danos ao sistema nervoso: a exposição crônica à amônia pode causar danos no sistema nervoso central, levando a dores de cabeça, tontura, confusão e fraqueza muscular.
  • Morte: altas concentrações de amônia podem ser fatais, causando sufocamento e danos aos pulmões.

Em outras palavras, este é um assunto bastante sério e que precisa ser tratado com atenção. Afinal, a amônia não é a nossa vilã. Pelo contrário.

Trata-se de uma substância que contribui e muito para que diversos processos industriais sejam possíveis. Incluindo, o armazenamento e produção de diversos tipos de alimentos que utilizamos no nosso dia a dia.

Acontece que boa parte dos problemas que ocorrem, envolvendo o uso de amônia, se devem a fatores como:

  • Má utilização da substância;
  • Uso inadequado de equipamentos;
  • Falta de manutenção preventiva.

Mas, antes de aprofundar nas maneiras de prevenção, vamos falar um pouco mais sobre os motivos que reforçam a importância da amônia como fluido refrigerante.

O que é amônia e qual a sua importância

A amônia é uma substância química composta por átomos de nitrogênio (N) e hidrogênio (H). Sua fórmula química é NH3. 

À temperatura ambiente, a amônia é um gás incolor com um odor bastante característico. É altamente solúvel em água, formando uma solução aquosa conhecida como hidróxido de amônio, que é alcalina.

Propriedades Físicas e Químicas

  • Estado Físico: A amônia pode ser encontrada em estado líquido ou gasoso, dependendo da temperatura e pressão ambiente.
  • Ponto de Ebulição: A amônia ferve a uma temperatura de -33,34 °C, o que a torna útil em sistemas de refrigeração.
  • Densidade: A densidade da amônia é cerca de 0,589 vezes a densidade do ar, o que significa que ela é mais leve que o ar e tende a subir quando é liberada.
  • Reatividade: A amônia é altamente reativa e pode facilmente formar compostos químicos com outros elementos, como ácidos, metais e halogênios.

Usos e Aplicações

A amônia é uma das substâncias químicas mais importantes na indústria, agricultura e cuidados domésticos. Suas principais aplicações incluem:

  • Fertilizantes: A amônia é um componente essencial na fabricação de fertilizantes nitrogenados, como uréia, nitrato de amônio e sulfato de amônio, que são amplamente utilizados na agricultura para promover o crescimento saudável das plantas.
  • Indústria Química: É usada na produção de uma variedade de produtos químicos, como plásticos, fibras sintéticas, explosivos e produtos de limpeza.
  • Refrigeração: Em sistemas de refrigeração, a amônia é usada como refrigerante em vez de substâncias químicas prejudiciais ao meio ambiente, como os clorofluorcarbonetos (CFCs).
  • Desinfetantes e Produtos de Limpeza: É um ingrediente comum em muitos produtos de limpeza doméstica e desinfetantes devido às suas propriedades bactericidas e desengordurantes.
  • Indústria Alimentícia: Na indústria alimentícia, a amônia é utilizada na produção de alimentos processados, como carne e laticínios, além de ser um aditivo em certos produtos alimentícios.
  • Tratamento de efluentes: Também é empregada no tratamento de efluentes industriais e na remoção de compostos nitrogenados de águas residuais.

Como prevenir o Vazamento de Amônia

Olhando para os casos que citamos acima e considerando tantos outros que aconteceram nos últimos anos, talvez você se pergunte:

“Houve negligência? Erro humano? Será que todos esses acidentes poderiam ser evitados?”

Bom, a verdade é que boa parte dos problemas poderia ser evitada. É claro que não podemos dizer, com 100% de certeza, que existe algum modelo a prova de falhas, onde é impossível ocorrer o vazamento de amônia.

Todavia, aplicando essa série de passos que vamos nos aprofundar a seguir, os riscos de que algum acidente assim ocorra são extremamente pequenos.

Confira:

1. Realizar manutenção regular dos equipamentos

A manutenção regular dos equipamentos pode até parecer uma dica óbvia. Porém, mesmo assim vale ressaltar ainda mais levando em conta a importância que ela tem. 

O fato é que é muito importante para garantir que as válvulas e tubulações que lidam com amônia estejam em boas condições e funcionando corretamente. 

A manutenção preventiva também ajuda a evitar problemas antes que ocorram, diminuindo o risco de vazamentos.

2. Instalar sistemas de detecção

Os sistemas de detecção de vazamento de amônia são essenciais para alertar rapidamente as pessoas sobre a presença do gás no ar. 

Esses sistemas podem incluir alarmes sonoros e visuais que alertam os trabalhadores para evacuar a área, bem como a localização do vazamento.

Um exemplo de componente que tem a função de detectar vazamentos como estes é o Sensor de Detecção de Gás GD Danfoss.

Trata-se de um componente que pode ser montado em sistemas novos ou existentes em instalações de refrigeração industrial com gás amônia(NH3). Áreas de processos, depósitos/estoques refrigerados ou em outras aplicações especiais ou áreas/zonas.

3. Armazenar a amônia adequadamente

Armazenar a amônia em recipientes apropriados e em áreas de armazenamento projetadas especificamente para esse fim é importante para garantir a segurança e evitar vazamentos. 

A amônia deve ser armazenada em locais secos e frescos, longe de fontes de ignição, produtos químicos incompatíveis e áreas de tráfego.

4. Usar equipamentos de proteção individual (EPI) 

Fornecer EPI, como máscaras e óculos de proteção, para todos os funcionários que lidam com amônia é importante para garantir sua segurança. 

O uso correto do EPI é fundamental para proteger os funcionários de vazamentos acidentais de amônia e seus efeitos nocivos.

5. Evitar misturas perigosas

Evitar misturar amônia com outros produtos químicos é importante porque isso pode causar reações perigosas e aumentar o risco de vazamento. 

Ao manusear amônia, é importante verificar se há compatibilidade química com outros produtos químicos que possam estar presentes no ambiente.

6. Ter uma equipe de funcionários treinada

Certificar-se de que sua equipe de funcionários esteja treinada em segurança e saiba como lidar com um vazamento de amônia é importante para prevenir vazamentos.

A equipe de funcionários deve ser capaz de identificar rapidamente um vazamento de amônia e saber como agir para garantir sua própria segurança e a segurança dos outros.

Além disso, é fundamental criar um plano de emergência que inclua procedimentos claros para lidar com um vazamento de amônia é essencial. 

O plano deve incluir instruções sobre como evacuar a área, como contatar as autoridades e como isolar o vazamento.

7. Definir um Plano de Emergência

Preparar um plano de emergência é fundamental para lidar eficazmente com vazamentos de amônia.

Este plano deve ser minuciosamente elaborado e divulgado amplamente entre os funcionários da empresa, assegurando que todos compreendam suas responsabilidades em caso de uma emergência. 

Isso reduzirá a possibilidade de confusão e erros que possam piorar a situação em caso de vazamento de gás.

O plano deve incluir as seguintes etapas:

  • Notificação imediata ao departamento de segurança assim que um vazamento de amônia for detectado.
  • Avaliação rápida da gravidade do vazamento e evacuação da área, se necessário.
  • Eliminação de todas as fontes de ignição para prevenir possíveis explosões causadas pela presença de amônia no ambiente.
  • Prestação de primeiros socorros às vítimas do vazamento, garantindo que recebam o atendimento médico adequado.

É crucial consultar a Ficha de Informação de Segurança para Produtos Químicos (FISPQ) sempre que possível, pois esse documento fornece informações importantes sobre as medidas a serem tomadas em caso de acidente envolvendo o produto químico em questão.

8. Usar válvulas de segurança:

Válvulas de segurança são projetadas para limitar a pressão em um sistema de tubulação, evitando assim o risco de vazamentos ou falhas. 

As válvulas de segurança são particularmente importantes no manuseio de amônia, pois estamos falando de uma substância que é altamente reativa e pode reagir com outros materiais, gerando altas pressões dentro do sistema. 

E por falar em segurança e, pensando também, em qualidade, aqui no nosso site você pode encontrar uma linha extensa de válvulas que vão contribuir e muito com as operações envolvendo amônia na sua empresa.

Segue alguns exemplo disso:

Deixe um comentário